Seguidores

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

GOLFINHOS MORTOS NO BRASIL

Ibama flagra matança de golfinhos no litoral brasileiro

Fiscal registrou 83 animais mortos em um barco pesqueiro no Amapá.
Ibama ainda tenta identificar os envolvidos no crime ambiental.
Do G1, com informações do Jornal Nacional


Pesquisadores do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama) descobriram a matança de dezenas de golfinhos no Litoral Norte do país. Presos nas redes de pesca, animais morrem afogados, sem chance de defesa.
 




Imagens revelam a matança indiscriminada de golfinhos na costa do Amapá. Num único barco pesqueiro, foram mais de 80 capturados ilegalmente.


Para conseguir registrar o flagrante, um técnico contratado pelo Ibama acompanhou a pesca predatória durante vários dias. As imagens feitas na costa do Amapá mostram a matança de dezenas de golfinhos.


Presos às redes de pesca, os animais não conseguem subir à tona para respirar e morrem afogados. Quando as malhas são recolhidas, a confirmação de que os bichos não tiveram nenhuma chance. "Tá vindo mais um ali, tá vindo mais um, com esse são 42 agora."


O crime ambiental foi descoberto por pesquisadores do Ibama que estudam os impactos da pesca na região Norte. Só numa embarcação, foram 83 animais. Ainda em alto-mar os golfinhos são vendidos para outros barcos. A carne vai servir de isca para tubarões.


Uma das pessoas a bordo brinca com a situação. "Tô filmando, capitão. Tô filmando, cara! Todo mundo preso no final dessa filmagem (risos)."


"É crime sim. A pena chega até um ano. Se ocorrer morte do animal vai a um ano e quatro meses", disse Bertolino Neto, da delegacia do meio ambiente.


O Ibama diz que não multou ninguém porque ainda não conseguiu identificar as pessoas que estavam nos barcos. No Pará, pesquisadores sabem que a pesca ilegal de golfinhos também vem ocorrendo na costa do estado. O Ibama quer identificar os locais onde os animais vêm sendo abatidos para proibir a pesca nessas áreas.


"Nós vamos construir essas áreas de exclusão a partir de uma articulação com os próprios pescadores. É fundamental que o pescador saiba que aquela região que tem essa ocorrência, não pesque lá para que a gente possa compatibilizar a atividade de pesca com a conservação dos golfinhos", declarou Rômulo Neto, do Instituto Chico Mendes.


Partes dos golfinhos podem ser encontradas no mercado Ver-o-peso, em Belém. Os dentes são usados em bijuterias e os olhos viram pequenos amuletos vendidos ilegalmente. Uma mulher, que não quer aparecer, diz que negocia até 50 olhos por mês.


"Coloca na carteira, porta-cédula, que é pra atrair o dinheiro e atrai mulher também, geralmente os homens compram pra usar no bolso, pra atrair a mulher."


Crença popular que alimenta a perseguição aos golfinhos. "Nós precisamos ter um trabalho intenso de fiscalização sobre essa atividade e precisa um trabalho de educação ambiental com toda a sociedade pra que se mude esse comportamento e essa cultura", disse Neto

9 comentários:

  1. Bom dia, Universo Paz e Amor:
    Vamos ler a matéria, sim, e vamos divulgá-la. Hoje, trabalho e amanhã (se não estiver de plantão) estarei em casa o dia todo. Então, vamos ler tudo direitinho, ok?!! Vou ler tudo, aqui, no seu blog também. Obrigada por nos visitar no nosso blog. Um grande abraço, boa semana ;)

    ResponderExcluir
  2. Ola,
    Obrigada pela visita ao meu blog. Vou ler as materias que voee sugeriu.
    Cam

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo trabolho, vou estar divulgando no twitter!! aliás faça um!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Universo Paz e Amor:
    Está divulgado o seu blog na postagem de ontem. Parabéns pelo trabalho e conte conosco. Um grande beijo, bom dia, boa semana :)

    ResponderExcluir
  5. Ola moça como vai? Sei que estes fatos é de um descaso imenso, mais sei tambem que é PROIBIDO esta façanha, todos que sao pegues sao multados e apreendidos, acredito eu.

    O Brasil tem rigorosas leis contra crimes ambientais, o problema é que nao é muito bem administrado, e outra coisa, tem a tal negociação fraudulenta das provas e atos...

    Ja ouvi dizerem na faculdade onde estudo que alunos recém formados biólogos que foram para a Amazônia fiscalizar voltaram por ameaças que receberam de inúmeras pessoas, de caches MUITOS GORDOS para ficarem calados, alguns mantiveram outros voltaram, infelizmente esta é a realidade do Brasil, a lei é valida mais as vezes nao é cumprida.

    Se vc tiver alguma ideia no que eu possa ajudar, estou aqui de braços abertos, deixo meu abraço ;)

    ResponderExcluir
  6. Uma cruel realidade que se deve combater convictamente.

    Boa semana.

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde , Sandra!

    O descaso é grande mesmo!!

    Temos exemplos disso no país inteiro, onde aqui no Rio o descaso com a baia de Guanabara, vem sendo ano após ano, morrendo com o descaso público...
    Um santuário e criadouro de várias espécies, onde muitas nem existem mais, vive o caos do lixo, do esgoto e produtos tóxicos jogados todos os dias nela...
    Dezoito anos se passaram desde a Eco92, e vem aí mais uma Eco, mas atitudes e providências, nenhuma até hoje foram tomadas...

    Excelente matéria a sua e, um blog de extrema importância para a mudar alguma coisa na cabeça dos nossos Politiqueiros..

    meus parabéns e, uma ótima noite pra Ti...

    MARCIO RJ

    ResponderExcluir
  8. Bem, venho pela primeira vez ao seu blog lhe responder a mensagem ofensiva que me deixou no Fugindo da Hipocrisia. Sabe senhora Sandra, a senhora julgou a minha pessoa sem nunca me visto pessoalmente ou conversado comigo, a senhora falou que sou apenas mais um brasileiro ingrato, a senhora colocou em xeque as minhas qualidades profissionais sem nunca ter assistido a uma aula minha. A senhora foi extremamente indecorosa. Em primeiro lugar o meu blog se chama Fugindo da Hipocrisia, ou seja, ele nao foi feito para agradar como primeiro intuito, pois quem o faz ou quer ser agradado e um hipócrita segundo meu ponto de vista. Ele foi feito para mostrar a verdade e falar da cultura popular. A senhora nao concordar com ele ou alguma postagem e um direito seu e sua opinião sempre sera respeitada. Agora, ir ate lá e fazer o que fez nao esta certo, me desculpe mas a senhora errou. A postagem ao qual vc meteu a boca e me acusou de ser ingrato com o pais do qual eu amo, tinha apenas o intuito de mostrar que aqui nem tudo e lindo e rico como dizem na maior parte dos locais, eu apenas mostrei a verdade, isso e estar errado? Engraçado a senhora pre-julgar sem me conhecer, sem saber de meu trabalho do qual busco promoverv a integração entre brasileiros e japoneses. Eu nao critiquei, eu apenas mostrei, e se tiver que criticar um dia, o farei também, pois pago impostos aqui, e nem tudo sao flores. me desculpe, mas se gostava das postagens anteriores, por que nunca fez algum comentário positivo? Bem, nao gostaria de lhe pre julgar como fez comigo, mas me parece entao que quem so sabe criticar e a senhora. A primeira vez que algo desagradou ja comenta da forma que o fez, nao me parece muito inteligente. Bem, tenho dois empregos, edito meus blogs por prazer no pouco tempo que me resta no dia. Nunca ganhei um centavo com ele, apesar do anuncio publicitário que nunca rende um centavo sequer, agora, pode discordar de tudo, mas me pre julgar da forma que o fez, isso vc nao tinha, nao tem e nunca terá o direito. Nunca respondo os comentários dos leitores, pois todos tem o direito de liberdade de expressão, mas no seu caso, abri uma excessao.
    Tristemente me despeco, peco desculpas por erros de português, pois o corretor ortografico do meu celular nem sempre acentua da forma correta, deixe eu fazer isso antes que a senhora me pre julgue novamente...
    Daniel Gimenes

    ResponderExcluir
  9. Boa Tarde Anjo Lindo.
    Hoje venho agradecer o carinho deixado no meu blog pelo meu aniversário.
    Agradeço a Deus por ter sua amizade e carinho muito tem me ajudado a romper
    muitos momentos difícil pelo qual tenho passado.
    A amizade é tudo nesses momentos conhecemos o carinho da amizade Sincera.
    Beijos no seu coração.
    Meu eterno agradecimento,Evanir..

    ResponderExcluir